Capítulo 1 - Clã Gremory

Ir em baixo

default Capítulo 1 - Clã Gremory

Mensagem por Niklaus Gremory em Qua Maio 20, 2015 12:09 pm

Clã Gremory

No Leste da Grã-Bretanha, existe uma península. Neste território existe uma fenda para a Rede mística e lá moram os Lobisomens e os outros seres não humanos. Esta fenda é protegida por um clã de Lycans, estes são os Gremorys. Eles são lobisomens especiais metade demônio metade lobo, híbridos. Estão no local a mais de quinze gerações, quando Giovanni os criou e multiplicou, espalhando o sangue do Rei demônio Gremory. O Líder atual do Clã é Giusep Gremory, um homem forte e ágil. O clã é responsável pelo comercio de madeiras e minérios para o combustível mágico por toda Rede Mística, suas reservas de pedras e arvores são enormes e inesgotáveis, já que eles utilizam do reflorestamento constantemente.

Mas o real motivo deles serem importantes é que Giusep, por ser o príncipe primordial, recebeu a Sacred Gear: Fafnir Kye. Que é um item que permite abrir toda a cripta de Fafnir e ao fundi-la com a cripta, a própria ressurgirá. Por serem ½ demônios, os magos confiaram a eles, no caso a Giovanni, o artefato, passado de mão em mão pelo príncipe mais forte do clã.

Para fixar melhor a história... A regra principal dos clãs lobisomens é que o Líder tenha, por obrigação, dois filhos, sendo que no máximo a diferença de anos deve ser de 12 anos. Estes filhos serão os príncipes e o mais velho, por consequência do tempo, mais forte se tornará Líder e terá que ter outros dois filhos, mas se a sua morte ocorrer antes disto o segundo príncipe assumirá até o filho do mais velho(caso o mesmo tenha tido) se tornar apto para liderança, caso não, o segundo Príncipe deverá ter seus dois filhos e honrar a regra.

Então, O Pai de Giusep tinha outro filho, de uma segunda mulher escolhida por demônios de classe alta, sua mulher era uma hibrida de Lycan-com demônio do clã Bael, ela foi criada para ser a segunda mulher do mesmo. Ela engravidou quando Giusep possuía 11 anos, sendo assim quando o mesmo formou 12 anos, ele já possuía um irmão. Seu nome era Ian. Ian Gremory. Era um garoto ruivo com olhos cor de mel, alto e com a pele morena clara, assim como sua mãe. Seus pais haviam o criado muito bem. Era um guerreiro, não tão forte quanto o irmão, mas era o segundo melhor do clã, se tratando de idade e desempenho. Quando o mesmo tinha 12 anos o pai dele morreu em uma batalha por território, seu irmão assumiu o posto. E agora Ian iria ter um sobrinho logo, consequentemente.

Os dias estavam calmos, no nível estranho de calmaria, Ian e seus companheiros de equipe foram à caçada. Era Inverno no sul, então as MonoUrsas e os ursos pardos iriam subir as colinas e atravessar a fenda para o mundo humano, mas para isso alguns clãs iriam caça-los antes da passagem, entretanto Ian não via mais ninguém no local, estavam sozinhos, o que era bom. Estar sozinho em época de caça significa que os outros clãs estão bem alimentados e que o silencio seria primordial.

No momento da caçada, Ian decidiu se afastar da linha dos clãs, para pegar uma MonoUrsa, já que era maior que um urso normal e renderia muita carne, assim seus amigos voltaram para o clã... Depois de quase uma hora e meia, Ian voltou a carregar uma MonoUrsa e com o corpo todo ensanguentado. Porém todo o sangue dele e da MonoUrsa não eram nem um milésimo(1/1000) do sangue que estava cobrindo toda a província do clã. Desesperado, Ian correu para a Praça central. Lá apenas estavam dois homens vestidos em robes brancos com mangas cobrindo a palma das mãos, ambos possuíam a face retorcida e estavam com feições e vozes de choro, mas sem a lamentação.

- Pobre menino. Deve ser o único sobrevivente... –

As últimas palavras. “Único” “Sobrevivente” ecoaram a cabeça de Ian e ele entrou em processo de desespero e, com a tremedeira, Ian percebeu que os homens poderiam ser os causadores de todo aquele cenário, assim o mesmo salta para trás e os encara com rosnados.

- Não somos inimigos. Nem amigos seus. Éramos amigos de Claudius e Giusep, os dois últimos lideres do clã. Seu clã se resume a você. Somos Magos. Magos muito antigos. E vamos te mostrar o que aconteceu. Por completo. Iremos te explicar o que levou a isso. E o que você deve pensar a respeito. – O Mago a esquerda levou a mão sobre a face triste, irada e desolada de Ian.

E então os magos começaram a projetar imagens na cabeça do garoto Lycan, que caiu sobre seus joelhos e olhando para o nada teve sua pupila dilatada e, no mesmo instante, parou todos os rosnados e tremedeira ressoando apenas o silencio. O garoto ruivo caiu sobre as imagens...

“ Um dragão! Corram! É Ophis. *Destruição, Urros, barulhos de madeira queimando e fogo se alastrando. Gritos agonizantes e morte silenciosa.* - Quem é o líder deste bando? – Perguntara o Dragão, era enorme e negro com entalhes púrpuros em forma de lamina nas suas escamas emplacadas e emparelhadas, com uma voz de garotinha, suave e fina.

– Sou eu. – Respondera prontamente Giusep, um homem grande e musculoso, com cabelos vermelhos e olhos azuis.

No mesmo momento, vários homens voaram sobre o Dragão liberando garras e presas, crescendo suas partes Lycan e ativando armadilhas, mas nada surtia efeito. No fim, estavam todos mortos... Incluindo a mulher gravida de Giusep, que morrera esmagada entre os dedos do pé de Ophis.

- Agora vamos a você. – Falou na direção de Giusep, que estava no chão, ofegante e sangrando. O dragão se tornou uma garotinha, uma pequena garota com cabelos negros como a noite e olhos púrpuros, sua pele era tão branca que contrastava com seu cabelo, canalizando todo seu poder. Nesse momento Giusep agradeceu por Ian não estar lá e cravou seus dedos no chão.

- Agora ficarei nesta forma por mais um ano, porém... É uma causa nobre. – Disse a garota criando um círculo místico sobre a barriga de Giusep o prendendo ao chão. Pelas suas costas a mesma retirava um objeto, em forma de chave esférica e de cor rosa-escarlate... Daí quando o objeto estava totalmente fora de Giusep. Ele gritava agonizando. E então tremeu pela última vez e morreu, caindo rodeado por poeira. ”

Ao ver a morte do irmão em sua cabeça, Ian entrou em desespero e se curvou para tentar aguentar a dor que se expandia por dentro, mas o mesmo ainda estava a ter as visões, mas agora uma voz claramente familiar narrava os fatos...

“ - Ian... Sou eu. Seu Pai. Se está a ouvir isso é porque seu irmão foi morto e teve a chave para Fafnir roubada. Seu dever com um Lycan Gremory é resgatá-la. Nosso Ancestral Giovanni nos deixou essa responsabilidade. Essa chave nos pertence, a passagem dela simboliza a vida de todos os outros Lycans da nossa família. Você precisa trazê-la de volta. – Nesse instante toda história sobre Fafnir e Ophis foi posta na cabeça de Ian. – Tudo isso que você está vendo apenas comprova seu dever de Príncipe e agora Líder Gremory. Se necessário peça ajuda aos outros clãs principais, mas pegue-a de volta. Gravei este pedido místico com os magos. Sabia que Ophis logo viria. Peço-te que pare-a o mais rápido possível.”

E então todas as imagens saíram da mente do garoto e ele agora, com o nariz e a boca sangrando, estava no chão sem se mexer... Quase vinte minutos depois, ele consegue mover-se. Não havia nenhum corpo ao redor, nem mesmo o de seu irmão. Apenas havia uma carta magica, escrita a fogo, um mapa com marcações e uma pedra de iluminação. O garoto não sabia o que fazer com aquilo, mas sabia que teria que honrar seu pai, seu irmão e todo o seu clã, então olhando o mapa, já sabia para onde iria com o próximo passo. Na fronteira oeste da Fenda... O Local do clã que cuidava dos tecidos e das armas de toda a Rede Mística. Os Glasya-Laser. Um clã ½ demônio, assim como os Gremory. Eles eram antigos parceiros, já que os minérios eram produzidos pelos Gremory e os Glasya-Laser precisavam deles, mas com o tempo foram se aproximando cada vez mais, porém o Líder deles é muito duro e vive de ideais passados, com certeza será difícil convence-lo em ajudar...

Mas antes de sair, Ian tornou sua atenção para a carta. Ele nem havia a lido, apenas estava focado no que iria fazer sendo assim o mesmo se pôs a ler e nela estava escrito:

“- Garoto Gremory. Pedimos condolências. Não tínhamos ideia que você era o novo líder ou que era o segundo filho de Claudius. Escrevemos isto para dizer que os Magos estão a favor de você e de sua causa. Ophis não pode ser revivida por completo. E o desejo de Fafnir deve ser mantido. Ela deve ficar adormecida. Essa mensagem é escrita a fogo. Quando sua visão acabar de lê-la, a mesma irá entrar em combustão. Mas as cinzas ao serem molhadas retornam ao estado normal da carta. Mostre-a aos líderes dos outros clãs. Nós sabemos que todos devem ter participação nisso. Boa sorte. E que o seu poder seja logo despertado... ”

E então a carta se queimou, entrando em total combustão, mas as cinzas caíram sobre as mãos de Ian e dela, o garoto as pôs num frasco que estava com ele antes de sua caçada, para por pólen de gardênia. Retomando o mapa, o garoto faz seus pés e mãos se tornarem patas de lobo e, com isso, seus caninos brotam. Se posicionando, o garoto se põe a correr. Uma velocidade impressionante. Em poucos minutos estaria no clã Glasya-Laser e lá, reveria todos aqueles que um dia foram parceiros de seu pai.

_________________




The Gremory Nekomata Eye
avatar
Niklaus Gremory
Rank Very Hight
Rank Very Hight

Mensagens : 317
Data de inscrição : 19/12/2014

Ficha do personagem
HP:
5600/5600  (5600/5600)
MP:
5600/5600  (5600/5600)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Capítulo 1 - Clã Gremory

Mensagem por Kira Drakensan em Qua Maio 20, 2015 1:32 pm

u.u Que fodástico isso man, já vi que tu manja de Fan Fics! 10/10 - IGN
avatar
Kira Drakensan
Rank Baixo
Rank Baixo

Mensagens : 226
Data de inscrição : 18/04/2015
Idade : 19
Localização : Submundo

Ficha do personagem
HP:
1500/1500  (1500/1500)
MP:
1500/1500  (1500/1500)

Ver perfil do usuário http://p-start.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Capítulo 1 - Clã Gremory

Mensagem por Niklaus Gremory em Qui Maio 21, 2015 7:39 pm

Não é uma FanFic. Obrigado. De nada. <3 E obrigado pelos comentários , continue a ler e comentar <3

Elogios são bons, mas os comentários destrutivos são os melhores, logo podem me arrebentar! Levando em conta esse cenário e enredo, como já disse: NÃO É FIC DE DXD. <3

_________________




The Gremory Nekomata Eye
avatar
Niklaus Gremory
Rank Very Hight
Rank Very Hight

Mensagens : 317
Data de inscrição : 19/12/2014

Ficha do personagem
HP:
5600/5600  (5600/5600)
MP:
5600/5600  (5600/5600)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Capítulo 1 - Clã Gremory

Mensagem por Kira Drakensan em Qui Maio 21, 2015 7:54 pm

Comentários destrutivos são só feitos por trolls que querem te derrubar quando faz alguma coisa foda, os comentários com críticas construtivas é que são os melhores, u.u
avatar
Kira Drakensan
Rank Baixo
Rank Baixo

Mensagens : 226
Data de inscrição : 18/04/2015
Idade : 19
Localização : Submundo

Ficha do personagem
HP:
1500/1500  (1500/1500)
MP:
1500/1500  (1500/1500)

Ver perfil do usuário http://p-start.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: Capítulo 1 - Clã Gremory

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum